Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 11 de Dezembro de 2019
Quem Somos   I   Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Milho no Mercado.
7 de Outubro, 2019 - 11:49
Milho: Semana começa com leves altas na Bolsa de Chicago
     

 O dia começa com leves valorizações para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principias cotações registravam altas entre 1,25 e 1,75 no inicio dos trabalhos.


O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,86 com valorização de 1,75 pontos, o março/20 valia US$ 3,98 com alta de 1,25 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,04 com ganho de 1,50 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 4,07 com elevação de 1,50 pontos.


Segundo informações da Farm Futures, os preços do milho estão firmes depois de abrir mão de alguns ganhos. Os futuros de dezembro parecem estar formando uma bandeira de alta acima de sua média móvel de 50 dias, direcionada para os relatórios do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) da próxima quinta-feira (10).


“Enquanto eu acredito apenas em um corte modesto no tamanho da safra deste mês, alguns no comércio são muito mais agressivos com suas estimativas, embora possa ser muito cedo para grandes mudanças”, aponta o analista sênior de grãos da Farm Futures, Bryce Knorr, sobre este próximo relatório do USDA.


Relembre como fechou o mercado na última sexta-feira:


Milho: Bolsa de Chicago encerra a sexta-feira em baixa, mas acumula ganhos na semana


Redução dos estoques americanos na terça-feira sustentaram alta semanal


A semana chega ao final com desvalorizações para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registraram quedas entre 2,75 e 4,00 pontos nesta sexta-feira (04).


O vencimento dezembro/19 foi cotado à US$ 3,84 com desvalorização de 4 pontos, o março/20 valeu US$ 3,97 com queda de 3,75 pontos, o maio/20 foi negociado por US$ 4,02 com perda de 3,75 pontos e o julho/20 teve valor de US$ 4,05 com baixa de 2,75 pontos.


Esses índices representaram perdas, com relação ao fechamento da última quinta-feira, de 1,03% para dezembro/19, de 0,75% para o março/20, de 0,99% para o maio/20 e de 0,74% para o julho/20.


Com relação ao fechamento da última sexta-feira (27), os futuros do milho acumularam ganhos de 3,50% no dezembro/19, 3,66% para o março/20, 2,81% para maio/20 e 2,27% para o julho/20, na comparação dos últimos sete dias.


Segundo informações da Farm Futures, os preços do milho caíram quase 1% na sexta-feira em algumas vendas técnicas e obtenção de lucros, mas os preços ainda encontraram muita tração positiva nesta semana.


“Neste momento traders começam a ocupar posições antes do relatório mensal da WASDE (WASDE) do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), uma pesquisa com até 31 analistas espera que a agência reduza suas estimativas de rendimento de milho para 166,7 bushels por acre (174,38 sacas por hectare), para uma produção total de 13,588 bilhões de bushels (345,1 milhões de toneladas)”, aponta o analista de grãos Ben Potter.


O IEG Vantage reduziu suas estimativas de produção de milho de um mês atrás em 2,1 bushels por acre (2,19 sacas por hectare), chegando a 167,5 bushels por acre (175,2 sacas por hectare). O grupo também reduziu suas estimativas de produção de milho de 13,906 bilhões de bushels (353,2 milhões de toneladas) em setembro para 13,695 bilhões de bushels (347,8 milhões de toneladas).


Mercado Interno


No mercado físico brasileiro, a sexta-feira registrou cotações permanecendo sem movimentações, em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, foi registrada valorização apenas em Panambi/RS (1,50% e preço de R$ 32,52).


Já as desvalorizações foram percebidas nas praças de São Gabriel do Oeste/MS (1,64% e preço de R$ 30,00), Tangará de Serra/MT (1,89% e preço de R$ 26,00) e Sorriso/MT balcão (13,79% e preço de R$ 20,00).


De acordo com o reporte diário da XP Investimentos, o mercado de grãos encerra a semana de maneira calma.


“Nos últimos dias, as especulações de alta perderam força após a desvalorização intensa do dólar frente ao real. As indicações de porto, que subiam de maneira consecutiva e puxam os preços no mercado local, inclusive, voltaram a apresentar queda”, dizem os analistas


A nota ressalta ainda que “o fluxo de comercialização é praticamente nulo e as negociações se arrastam, visto que nem compradores e nem vendedores possuem necessidade imediata para concretizar negócios. As expectativas, agora, estão no Relatório Mensal de Oferta e Demanda do USDA que será divulgado na próxima quinta-feira (10)”.


 

Fonte: P do A.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
11/12/2019
10/12/2019
09/12/2019
08/12/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2019 - Todos direitos reservados