Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 21 de Setembro de 2019
Quem Somos   I   Contato
  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Dólar.
23 de Junho, 2019 - 18:00
Dólar recua ante real em dia de volume reduzido, mas de olho em aversão ao risco no exterior
     

 O dólar fechou em queda para o final de semana, com volume reduzido em função do feriado de Corpus Christi na véspera, beneficiado pela decisão do Federal Reserve de quarta-feira, mas monitorando aversão ao risco no exterior.


Na quarta-feira, o dólar caiu 0,25%, a 3,8501 reais, menor patamar em mais de dois meses.


Neste pregão, o dólar futuro tinha variação negativa de cerca de 0,2%.


Em dia marcado por volume reduzido na ponte entre o feriado de Corpus Christi e o fim de semana, agentes financeiros voltavam atenções para o exterior, onde há elevada aversão a risco após escalada nas tensões entre Estados Unidos e Irã.


O New York Times reportou que o presidente dos EUA, Donald Trump, aprovou ações militares contra a República Islâmica em retaliação pela derrubada de um drone de monitoramento, mas depois voltou atrás.


O real, no entanto, valorizava-se frente ao dólar ainda em movimentos de ajuste após o mercado local ter ficado fechado na véspera, em reação à decisão do Fed na quarta-feira, quando o banco central dos EUA mostrou postura mais dovish.


“O que justifica o dólar aqui não ter valorizado mais é que ele ainda está precificando o dia de ontem... que aqui ficou inoperante e lá fora o dólar caiu, ainda influenciado pelas decisões de política monetária dos EUA”, afirmou o analista de câmbio da Correparti Corretora, Ricardo Gomes da Silva Filho.


Agentes financeiros também reverberam decisão do Banco Central local, na quarta-feira após o fechamento do mercado. O Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a taxa de juros no piso histórico de 6,50% ao ano pela décima reunião consecutiva, e, segundo economistas, a sinalização é de que cortes de juros só ocorrerão após a aprovação da reforma da Previdência pela Câmara dos Deputados, o que de acordo com algumas estimativas mais otimistas pode acontecer em julho.


Sobre a reforma da Previdência, a expectativa é que a votação ocorra logo após o encerramento das discussões na comissão especial, conforme disse o presidente do colegiado, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), na quarta-feira.


O BC realiza nesta sessão leilão de até 5,05 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de julho, no total de 10,089 bilhões de dólares.


 

Fonte: P do A.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
20/09/2019
19/09/2019
18/09/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2019 - Todos direitos reservados