Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 22 de Junho de 2018
Quem Somos   I   Contato
  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Meio Ambiente.
13 de Marco, 2018 - 07:20
Ministro do Meio Ambiente anuncia que Brasil deve reduzir em 20% taxa de desmatamento
     

 O Brasil deve reduzir em 20% a taxa de desmatamento da Amazônia em 2018 em comparação a 2017. O anúncio foi feito em primeira mão pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, durante o Gazeta Agro, realizado em Cuiabá ,na manhã desta segunda-feira (12). No ano passado, após consecutivos aumentos, o Governo Federal divulgou queda de 16% para a região amazônica e 28% em unidades de conservação geral entre 2016 e 2017.


Alinhado ao agronegócio, ele avalia que há, nas últimas  duas décadas, uma mudança de postura tanto por parte do setor produtivo, quanto por parte dos ambientalistas. "Vemos que há muito mais compreensão do problema socioambiental por parte do agronegócio, como também os ambientalistas entendem que esta é uma atividade fundamental, ainda mais em um mundo com uma superpopulação como essa", disse.


A fala de Sarney foi precedida por um protesto realizado na abertura do evento. Sob gritos de "o agro mata" e o "agro é tóxico", manifestantes denunciaram problemas do setor e lançaram ao palco grãos de milho molhado. A ação corrobora o discurso de Organizações Não Governamentais (ONGs) e ambientalistas, que apontam um lastro de devastação deixado pelo setor na natureza.


O ministro, contudo, discorda e aponta que que existe harmonia entre os dois segmentos. "Estamos descomprimindo isso neste governo. Eu tenho tido um relacionamento excelente institucional e pessoal com o ministro Blairo Maggi e temos feito várias ações conjuntas. Acho que a produção e o meio ambiente tem que andar de mão juntas pelo bem da nação."


As mesmas mudanças são observadas com relação  a imagem do Brasil no exterior, associada frequentemente ao desmatamento e desrespeito às leis ambientais. "Eu acredito que hoje a situação é bem diferente, até por que a maior parte de produção do agronegócio que vai ser exportado, hoje já sofre pressões internacionais importantes. Por exemplo: a , é uma realidade e os produtores tem que se adequar a isso, senão vão perder mercado internacional.

Fonte: P do A.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
08/06/2018
07/06/2018
06/06/2018
05/06/2018
 menos   2   3   4   5   6   7   8   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2018 - Todos direitos reservados