Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 24 de Novembro de 2017
Quem Somos   I   Contato
  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Produção Bovina.
11 de Novembro, 2017 - 17:41
Acrimat apresenta potencial produtivo da cadeia da carne a investidores chineses
     

 Entidade participou de Fórum promovido pelo governo do Estado para ampliar mercado consumidor para produção mato-grossense.  Com mais de 1,3 bilhão de habitantes e grande potencial consumidor, a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) visita a China durante a missão oficial organizada pelo governo estadual para aproximar as relações comerciais entre o Estado o país asiático. A entidade representa a cadeia produtiva da carne bovina e busca ampliar ainda mais o mercado com o país. No último ano, as exportações de carne para China e Hong Kong cresceram 56%, passando de US$ 16 milhões para US$ 26 milhões mensais.


O diretor-executivo da Acrimat, Luciano Vacari, apresentou durante o fórum “Mato Grosso Investment”, promovido pelo governo de Mato Grosso por meio da agência de desenvolvimento Desenvolve MT nesta quarta-feira (08), a qualidade da carne mato-grossense e o potencial de crescimento no fornecimento do produto.


A Acrimat mostrou a um grupo de empresários dos setores varejista e atacadista que Mato Grosso possui o maior rebanho bovino do país, maior inclusive que de países como Nova Zelândia e Austrália. Os dados apresentados por Vacari deram destaque ao modelo produtivo desenvolvimento no estado, com integral compromisso com a legislação ambientais e cumprimento das exigências sanitárias.


“Mato Grosso é o maior produtor de carne do Brasil e faz isso com a manutenção de 63% de sua área preservada e sob um rigoroso controle sanitário. Isso sem falar na qualidade da carne produzida por animais com excelente acabamento de carcaça. Ou seja, temos produtos, temos comprometimento com as exigências legais, produzimos com qualidade e estamos em busca de mais consumidores”, explicou Luciano Vacari.


A Missão – A Acrimat participa da missão oficial realizada pelo governo de Mato Grosso por três cidades chinesas, Beijing (Pequim), Zhuhai e Shangai, para apresentar os potenciais do estado. Representantes do setor do agronegócio mato-grossense participam de uma intensa agenda no país liderada pelo governador Pedro Taques em busca de investidores e também de ampliação de mercado.


O diretor regional da Acrimat em Marcelândia (município a 712 km da capital), Agenor Vieira de Andrade, participa da missão ao lado do diretor-executivo Luciano Vacari. Na próxima sexta-feira (10) a entidade oferece um churrasco a empresários e representantes do governo chinês em Shangai.


Para o produtor e diretor da Acrimat, Agenor Vieira, esta é uma oportunidade de apresentar a carne mato-grossense para um mercado que até pouco tempo consumia muito pouco devido ao custo da proteína. “Este é um mercado a ser explorado. Com crescimento da economia local na última década e aumento do poder aquisitivo, temos uma classe média ávida em consumir carne e estamos aqui para oferecer nosso produto”.


A missão teve início no domingo (05) e retorna ao Brasil na próxima segunda-feira (13).


Dados – Maro Grosso exportou para China e Hong Kong em 2017 o equivalente US$ 271,4 milhões em carne bovina este ano, volume superior ao total comercializado em 2016, quando US$ 200 milhões foram embarcados. Apesar do crescimento, grande parte do volume exportado é comprado diretamente por Hong Kong, comunidade economicamente independente da chinesa que fica em uma ilha.


A intenção da Acrimat é sensibilizar a China para a qualidade da carne mato-grossense no intuito de aumentar o número de plantas frigoríficas habilitadas a exportar para o país. Atualmente somente uma unidade pode vender diretamente ao país, as demais unidades comercializam somente com Hong Kong.


Do total exportado por Mato Grosso este ano, US$ 937,4 milhões até outubro, 29% foram para China e Kong. Em volume, foram comercializadas 63,7 mil toneladas nos primeiros dez meses de 2017, quase 30% a mais total de 49,4 mil toneladas comercializadas em 2016.


 


 

Fonte: Portaldoagronegocio
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
03/11/2017
02/11/2017
01/11/2017
31/10/2017
 menos   4   5   6   7   8   9   10   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2017 - Todos direitos reservados