Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 21 de Agosto de 2017
Quem Somos   I   Contato
  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
  Milho na Bolsa.
20 de Abril, 2017 - 07:57
Produtor recorre à venda de milho na Bolsa para fugir da tendência de baixa
     

 Em março, o número de contratos do cereal negociado na B3 cresceu 37% em relação a fevereiro e foi destaque no segmento. Operações de boi gordo também aumentam mirando essa estratégia. O bom andamento da segunda safra de milho, a safrinha, só confirma a previsão de ampla oferta e pressão de baixa nos preços. Para evitar quedas maiores nas cotações, os produtores estão elevando as vendas no mercado financeiro visando proteção - o hedge.


Em março, o número de contratos de milho negociados na B3 (novo nome da bolsa de valores que compreende os segmentos Bovespa, BM&F e Cetip) cresceu 37,9% ante fevereiro. No período foram realizados 112,4 mil negócios, entre futuros e opções, frente 81,53 mil transações no mês anterior. O setor foi destaque no entre as commodities. O hedge é uma estratégia financeira que permite o travamento do preço até a entrega, no futuro. "A insegurança do produtor o força a vender, ele está preocupado", afirma o analista de commodities da Guide Investimentos, Lucio Pádua Soares.


 


De acordo com um evantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado na última semana, a produção brasileira do cereal deve dar um salto de 37,5% na safra de 2016/2017, quando comparada ao ciclo passado - marcado por uma das maiores secas da história no País. Do total de 91,46 milhões de toneladas colhidas esperadas para a temporada atual, estima-se que 61,6 milhões sejam provenientes da safrinha, 51,1% maior quando comparada a de 2015/2016.


O especialista da Guide Investimentos explica que à media que as estimativas de safra foram sendo divulgadas, os contratos de milho tiveram os preços afetados negativamente. Em julho do ano passado, a cotação do cereal com entrega prevista para maio de 2017 estava em R$ 44 por saca de 60 quilos. Atualmente, o contrato com a entrega prevista para a mesma data está em torno de R$ 27,30 por saca.


"A pressão de baixa gera volatilidade e isto explica o aumento no volume de contratos negociados recentemente", enfatiza Soares.


No radar


A volatilidade tem movimentado o mercado de commodities em geral. Em março, foram negociados na bolsa brasileira 212,12 mil contratos futuros e opções, alta de 62,11% na comparação com os 130,84 mil operados em fevereiro. Na mesma linha do milho, a arroba do boi gordo também segue pressionada e as posições de venda dispararam no último mês. Foram 81,91 mil contratos contra 33,49 mil nos 30 dias anteriores, um expressivo salto de 144%.


"Um conjunto de fatores está fazendo com que o pecuarista antecipe seus negócios e isso é o melhor que ele pode fazer, porque está criado um cenário de possíveis quedas mais fortes", alerta o analista de mercado da Scot Consultoria, Alex Lopes. Segundo o analista, os bezerros comprados em meados de 2015 estavam mais caros em relação aos preços atuais, visto que os grãos utilizados como insumo da ração, atualmente, são abundantes e puxam para baixo os custos de produção. Surge, então, a necessidade de vender estes animais engordados e adquirir animais jovens e mais baratos.


Além disso, o período atual é de final de safra, com a entrada de meses mais secos e maior dificuldade de absorção da carne. Segundo Lopes, até hoje o consumo nacional não se restabeleceu dos impactos macroeconômicos ocasionados pela recessão do País. "Isso mesmo sem considerar qualquer reflexo da Operação Carne Fraca. Um ponto negativo causado pelas fraudes dos frigoríficos é que agora ainda existem plantas do JBS paradas e que, quando voltarem, ninguém sabe qual será o posicionamento", comenta o analista.

Fonte: Portal do Agronegócio.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
04/08/2017
03/08/2017
02/08/2017
 menos   4   5   6   7   8   9   10   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2017 - Todos direitos reservados