Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 14 de Outubro de 2019
Quem Somos   I   Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 ARTIGO
23 de Novembro, 2012 - 06:47
  José Arimatéia

   Regularização Agrária
     

O que para mim teve maior importância é que, quando dela tratei, falava praticamente sozinho, ante pessoas que oscilavam entre apatia e a hostilidade. Estava, então longe do assunto, pelas implicações e falta de consciência.

A saber, falavam-se e pregavam a reforma agrária ao longo dos anos. Ora, não existi nem a Regularização Agrária de terras brasileiras, como reformar, o que não existe. Defendíamos alem da Regularização Fundiária a criação da “JUSTIÇA AGRÁRIA”.

No tempo da minha luta, atacar o latifúndio improdutivo e defender as minhas ideias, era ser subversivo. Latifúndio este que através de trustes internacionais agiam a favor dos interesses e ganância do capital estrangeiro. Faziam “justiça” com a violência, pistoleiros e bandidos. O meu trabalho e a minha atuação como vereador e deputado estadual em Barra do Garças, foi sempre em favor dos verdadeiros trabalhadores rurais, cuja terra não era objeto de especulação financeira, mas sim, a sobrevivência da sua família, por falta de oportunidades, analfabetismo, humilhações, como eram tratados nas cidades. Nunca apoiei ou defendi “grileiros” de terras produtivas.

No inicio a minha aproximação com os trabalhadores refletia apenas desejo de conhecer os problemas e aspirações desses milhões de brasileiros. Na minha região de atuação, como pessoa, entretanto, estabeleceu-se um vinculo humano permanente entre mim e eles. Sou amigo pessoal e compadre de muito deles.

Preocupado com a situação de carência crônica na vivencia desse imenso contingente da população brasileira, eu de fato, abracei a causa da legalização Agrária, da Reforma Agrária e da Justiça Agrária. Sonhava eu com o que pareciam viáveis. Tudo transformou-se com a violência contra estes trabalhadores, transformando o meu sonho de dias melhores em um pesadelo social, vivido até hoje no Brasil.

O Brasil foi ocupado e colonizado, marginalizando o trabalhador. Este processo histórico traz a tona os problemas ora vividos em várias regiões do País.

Cito o imbróglio da área de Marãiwatsédé, que envolve além dos indígenas, cerca de 21 mil moradores de Alto Boa Vista e Bom Jesus do Araguaia. Isso, no olho do furacão, já que toda região, conhecida como Baixo Araguaia, com vários municípios, onde aportaram milhares de brasileiros, possuem grandes chances de tornarem-se “CIDADES FANTASMAS”.

Sem querer emitir valor de juízo, e não farei a favor de nenhuma parte interessada, pois na minha modesta opinião, quem deve ser o “Réu” neste processo é o atual governo e os que o antecederam, e, nada fizeram para uma solução negociada, concreta, sem maiores prejuízos para as partes.

Agora irão destruir vários municípios. Transtornar a vida de milhares de pessoas, o que pode gerar um conflito entre índios e brancos, sem fim previsível.

Vejo, e não estou aqui para censurar ninguém que com liberdade emitem suas opiniões, só que sem nenhum conteúdo de conhecimento.

Emito a minha opinião ancorada em fatos que presenciei. A criação destes municípios só foi possível graças à luta de trabalhadores rurais que se fixaram na região. Não tinham estradas, sistemas de saúde e educação, verdadeiros pioneiros desbravando região inóspita. Me ancoro nestes fatos porque presenciei e fiz parte desta luta. Como cidadão, vereador e deputado estadual, ajudei nestes movimentos e na construção desses municípios.

Tudo agora pode está sendo destruído graças à inércia e a incompetência dos governantes. Será que eles nunca viram as policias de segurança e Policia Federal efetuarem o despejo de um trabalhador? Vendo acordado seu sonho transformando em pesadelo, querem que esses trabalhadores não reajam?

Daí, machuca, menos os ignorantes, ver a presidente da republica se oferecendo para salvar a Europa do “CAOS” ECONÔMICO. Enquanto aqui muitos dos seus companheiros estão envolvidos na maior “máfia” de assalto aos cofres públicos. Ouvi o ex-presidente Lula dizer que o “caixa dois” é normal. Vendo o governo se aliando com os maiores crápulas da política nacional, para conseguir maioria no Parlamento Nacional, estaduais e municipais. Milhares de seres humanos sendo assassinados pela violência urbana. Rodovias em calamidade publica. Sistema de saúde que não atende o povo por falta de recursos. E a nossa presidente mundo afora.

É muita “cara de pau”! Se a chefe maior do estado brasileiro fosse do sexo masculino, seu rosto, em vez de cabelo, cairia serragem. Mas a Copa do mundo de futebol vem aí, e a FIFA vai levar mais um quinhão de real dos brasileiros.

Fonte: Olhar Direto

* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Artigos
18/05/2016
26/02/2016
01/12/2015
20/11/2015
30/06/2015
02/02/2015
21/04/2014
09/02/2014
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
© 2019 - Todos direitos reservados