Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 20 de Novembro de 2019
Quem Somos   I   Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 ARTIGO
8 de Novembro, 2012 - 06:48
  Mario Eugenio Saturno

   Trânsito, leis e legado
     

Todos nós estamos sujeitos a muitas leis, que nos punem com multas ou penas, e algumas regras morais e éticas que não tem punição. É o caso do trânsito, muitas leis são claras, como velocidade máxima e preferenciais, por exemplo. Naquele caso,

os radares e sensores fiscalizam para que as autoridades punam. Já no caso das preferenciais, somente em caso de acidentes os motoristas podem ser penalizados, fora isso, fazem o que querem.

Também não podemos esquecer que as autoridades não são punidas, em geral, nos casos em que erram. Como na cidade de São Paulo, em janeiro, observei que na marginal Pinheiros havia muitos radares, porém poucas placas indicando a velocidade máxima, ou seja, pela lei, toda multa aí é ilegal.

E, falando nessa marginal, vivi outro absurdo aí. Eu estava dirigindo-me para a rodovia dos Bandeirantes. Havia pouco, inauguraram o Rodoanel, que deveria facilitar nossa vida, mas... Fui seguindo as placas do tal “enganoanel” e caí na Castelo...

paguei pedágio, fiz o contorno, paguei de novo o pedágio e... Fui seguindo as placas do “engodoanel” e caí numa estrada que nem sei, paguei pedágio (engenheiros de trânsito filhos ** ****). Parei em uma cidade com nome inglês, perguntei, retornei,

paguei pedágio (*** ***** ** **) e perguntei como eu saía desse Rodoanel mal sinalizado. Engraçado ela dizer que vários motoristas perguntaram o mesmo... E quem paga pela incompetência da autoridade? As vítimas!

Neste ano, tornei-me um usuário da Rodovia dos Tamoios e aí também há muitos absurdos. A começar de motoristas extremamente lentos que deveriam ir para a pista auxiliar, mas não dão espaço para ultrapassagem. E os que correm muito,

principalmente motoristas de secretarias de saúde da região, velocidades acima de 120 Km/h, totalmente incompatíveis com a estrada que é repleta de curvas, costuma chover e ter uma neblina terrivelmente espessa e há ainda motoristas somente usam

farol alto. Uns panfletos educativos não fariam mal.

Nesses meses de viagem, testemunhei acidentes incríveis e outros impossíveis. Carros capotados, batidos, e atropelamentos também. Para diminuir isso, sugeri ao DER que desse prioridade para o reparo em algumas curvas do trecho da Serra do Mar, como não obtive resposta, repassei para a ouvidoria, como também não obtive resposta, talvez eu reclame ao governo ou para os deputados paulistas, já que os reparos da rodovia continuam em locais que não precisam.

Aliás, poderiam renomear a rodovia dos Tamoios para rodovia do “cowboy”, afinal o recapeamento está transformando as partes boas da estrada em uma grande via ondulada, um pavimento ruim, feito por uma empresa que não sabe, ignorado por

fiscais que não fiscalizam. Esse mau-exemplo paulista, que podemos encontrar por todo o Brasil, está clamando às consciências: que legado estamos deixando para o futuro do país?

Mario Eugenio Saturno é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), professor do Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva e congregado mariano. (mariosaturno@uol.com.br)

* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Artigos
18/05/2016
26/02/2016
01/12/2015
20/11/2015
30/06/2015
02/02/2015
21/04/2014
09/02/2014
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
© 2019 - Todos direitos reservados